top of page
Buscar
  • Foto do escritorLuzi Telles - Diretora

Por que crianças entre 02 e 04 anos deveriam continuar com as aulas remotas durante a pandemia?

Atualizado: 19 de mar. de 2021




Desde que a quarentena foi instaurada a discussão sobre a efetividade de aulas remotas para crianças entre 02 e 04 anos o assunto tem sido pauta nos programas de TV, conversas familiares e estudos das mais diferentes áreas.

Mais de 100 dias (em agosto de 2020) (agora 01 ano - março 2021) depois do início da quarentena é fato que o período estimulou o sedentarismo e a obesidade infantil, conforme alertou a Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) em documento recém-lançado com orientações para a prática de atividades físicas nesta fase de isolamento.


Observamos que nos últimos anos os brasileiros passaram a residir em imóveis cada vez menores. Em 2019 quase 78% dos paulistas, por exemplo, compraram imóveis com no máximo 65m2, aliado a rotina extremamente atarefada dos pais que agora assumiram diferentes papeis, com Home office, cuidados com a casa e com os filhos, isso pode restringir muito a atividades físicas das crianças.


Neste momento a escola pode contribuir e muito para a continuidade das atividades recreativas que desestimulam o sedentarismo, como aulas lúdicas de educação física, dança, propostas de brincadeiras com objetos desconstruídos nos chamados “territórios” ou “campos de experiências”, aulas de música, atividades "makers" e tantas outras atividades que pedagogos, especialistas em desenvolvimento infantil, podem propor de forma agradável, interessante e que pode unir a família em momentos que intensificam as relações e criam memórias que ficam para sempre.


Tão importante quanto o que a escola pode propor é como a escola pode propor essas atividades.


Crianças de 02 a 04 anos não podem ficar na frente de um computador as 4:30h que ficariam na escola. Nas boas escolas estas crianças não ficam mais de 30 minutos dentro de uma sala de aula. O tempo na escola se divide em horário em sala, no parque, na horta, nas salas lúdicas como brinquedotecas, pátios e quadras cobertas e descobertas, entre outros. Então como esperar que estas crianças fiquem “sentadinhas” em frente a um computador para acompanhar uma aula on-line?


Atividades para estas crianças podem ser divididas em aulas ao vivo, pelo computador, de no máximo 30 minutos, em pequenos grupos de 5/6 crianças que tenham como maior objetivo a interação entre ela, o professor e os coleguinhas. Nestas aulas o professor especialista pode propor atividades divertidas como pular, correr no lugar, brincadeiras motoras cantadas, como “cabeça, ombro e pé” ou buscar objetos dentro de casa. Em aulas gravadas de, no máximo 05/10 minutos, o professor pode sugerir a construção de territórios ou campos de experiências com objetos plásticos, por exemplo. que as famílias têm em casa, como baldes, bacias e copos, demonstrando formas interessantes de dispor estes objetos de forma a levar a criança a se interessar e criar brinquedos e brincadeiras com eles.


Contação de histórias, atividades artísticas e de construção são excelentes propostas que podem ser executadas com aulas ao vivo ou gravadas.


As atividades propostas pela escola sempre se baseiam em estudos profundos sobre o desenvolvimento infantil e formas de favorece-lo. Por isso é tão importante continuar o vínculo entre escola, professores e crianças. Além disso, atividades físicas de intensidade moderada, com objetivo claro de desenvolvimento e fortalecimento motor podem diminuir em até 50% a incidência de infecções respiratórias – categoria em que se encaixa a Covid-19, pois incentivam uma ação anti-inflamatória, importante especialmente no contexto do novo coronavírus, que parece ser mais grave graças ao desequilíbrio das inflamações pelo corpo, como a SBP ressalta em seu documento,


Assim, a participação das crianças pequenas nas aulas remotas não pode ser justificada apenas pela questão do vínculo afetivo, tão importante nesta faixa etária, mas também pela questão de saúde que a boa escola pode proporcionar de forma lúdica e eficiente para os pequenos!


Então, “bora” transformar essa preguiça em músculos?



417 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Faça parte da nossa lista de emails

Nunca perca uma atualização

bottom of page